Como combater a prisão de ventre

Um hábito importante para combater a prisão de ventre é comer alimentos de efeito laxante, porque têm teores de fibra mais elevados. A fibra alimentar favorece o funcionamento intestinal ajudando a suavizar este problema.

Para muitas pessoas, sobretudo as mulheres, que são as mais afetadas, a obstipação constitui por vezes uma autêntica tortura. Devido à dificuldade que sentem em evacuar, notam inchaço, dor  e gases na barriga. Este problema pode dever-se a uma alimentação errada, sobretudo pobre em fibras e líquidos e ainda a falta de exercício físico.

Como combater a prisão de ventre

A importância da fibra

Uma primeira medida para combater a prisão de ventre de forma natural, sem recurso a medicamentos laxativos, que poderiam produzir dependência, é comer alimentos ricos em fibra ou alimentos laxantes. As fibras ajudam os intestinos a funcionar melhor.

As fibras além de nutritivas e saciantes são consideradas o laxante natural mais eficaz para combater a prisão de ventre. Os alimentos com elevado teor em fibra e água aumentam as fezes, facilitando a sua eliminação, combatendo deste modo a prisão de ventre e a barriga inchada, que para além de causar desconforto, não é estético e pode dar origem ao aparecimento de alguns tipos de cancro, como o do cólon

Hábitos que ajudam a combater a prisão de ventre

  • Aumentar o consumo de frutas e verduras frescas, pois são ricas em fibras
  • Consumir alimentos integrais como cereais com alto teor em farelo de trigo
  • Beber água ou outros líquidos em abundância (ajuda a expulsar as fezes)
  • Praticar exercício com regularidade pois melhora o trânsito intestinal
  • Consumir iogurte e leites fermentados como o kefir porque ajudam a restaurar a flora intestinal
  • Tomar em jejum um copo de água morna e esperar antes de tomar o pequeno almoço, isto ajuda a estimular o intestino
  • Reduzir o consumo de doces
  • Evitar o stress e as pressas

Alimentos que ajudam a combater a prisão de ventre

Há alimentos, que graças ao seu alto conteúdo em fibras têm efeito laxante e ajudam a evacuar. As fibras contribuem para o bom funcionamento do intestino, por isso é importante fazer uma dieta rica em fibra.

Alimentos laxantes

As frutas frescas, as hortaliças e verduras, são alimentos ricos em fibra, quando comidos diariamente em cada refeição, ajudam a diminuir o risco de obstipação.

Frutas: peras, papaias, goiabas, kiwi, laranja, abacate, uvas, melão, figo, ameixa, melancia, manga, ananás/abacaxi, frutos silvestres como groselhas, framboesas e amoras.

Frutos de casca rija: amêndoas, pinhões, avelãs, nozes.

Frutas secas ou frutas desidratadas: ameixas secas, damascos secos e figos secos.

As frutas desidratadas são alimentos que ajudam a evacuar. Deixe de remolho cinco figos secos ou ameixas secas num copo grande com água. É ainda melhor se deixar toda a noite. No dia seguinte come-as e beba o liquido. Se necessário, coma dois ou três figos remolhados a cada três horas, sempre com bastante água.

Para quem quer evitar uma alimentação calórica, é recomendável o consumo de frutas frescas, em vez das secas, porque são calóricas. Em vez disso, como 3 ameixas frescas, em jejum.

Verduras e legumes: abóbora, tomate, pepino, ervilha, lentilhas, feijão, milho, vegetais folhosos (agrião, alface, espinafre, couve, repolho, etc).

Cereais integrais: aveia, pão integral (trigo, centeio) farelo de trigo, flocos de trigo integral.

Alimentos a evitar quando está com obstipação

Os alimentos que podem causar obstipação e, que portanto, devem ser evitados são a banana, o arroz, a batata, bolachas de água e sal, cenoura cozida, cajú, gelatina, pão branco, ovos, queijos, bem como refeições prontas. Os produtos de farinha branca também tornam o intestino preguiçoso. Basicamente, quanto mais gorduroso, doce e refinado for o alimento, maior o risco de obstipação, pois retarda o processo digestivo.Evite comer sobretudo estes alimentos ​​antes de ir para a cama.

Além da importância de ingerir alimentos frescos e ricos em fibra, é imprescindível beber seis a oito copos de água por dia, como também a prática regular do exercício físico, pois o movimento estimula a atividade dos músculos do intestino. Todas estas estratégias podem, em muitos casos, serem suficientes para combater a prisão de ventre.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Faça um comentário