O Chocolate – Alimento proibido?

O consumo do chocolate está associado a alguns mitos que não nos deixa desfrutar do seu sabor. Muitos destes mitos não têm uma base cientifica, pois muitos estudos afirmam que quando consumido de forma moderada é benéfico para a saúde.

Quantas vezes ouvimos dizer que o chocolate engorda? Nem sempre o valor calórico dos alimentos é o único culpável do aumento de peso, na quantidade está a questão.

Chocolate engorda?

Emagrecer sem deixar de comer chocolate, é possível?

A sua má reputação leva-o a ser considerado um alimento proibido numa dieta de emagrecimento, apesar de conhecermos a sensação de prazer que proporciona o chocolate ao nosso estado de ânimo. A explicação é que, 20 minutos após a sua ingestão produz-se uma agradável sensação de saciedade devido à presença, no cacau, de um aminoácido, o triptofano que estimula a produção de serotonina, um neurotransmissor responsável pela sensação de bem estar. Será por isso que quando estamos tristes o chocolate serve de consolo?

Todos sabemos, que uma dieta sem esta delícia é muito difícil de seguir. Se ingerirmos as quantidades recomendadas, uma dose de 60 ou 70 calorias, não deve ser motivo para não inclui-lo numa dieta de emagrecimento.

Qual é o melhor?

Chocolates há muitos e todas as tabletes, em cuja embalagem aparece a palavra “chocolate” não servem. Entre a grande oferta de chocolates, o chocolate preto é aquele que maior teor em cacau apresenta, devendo a quantidade ser superior a 70%. Os verdadeiros benefícios do chocolate encontram-se no cacau, por isso quanto maior for o teor em cacau, mais benefícios apresenta para a saúde. Nas variedades de chocolate de leite a proporção de cacau é muita baixa, sendo a sua influência sobre o estado de ânimo e saúde praticamente nula.

Apesar dos benefícios do chocolate preto, não devemos esquecer que contém praticamente as mesmas calorias que o chocolate de leite, por isso não devemos pensar que vai engordar menos, a única diferença é a quantidade de cacau que entra na composição de cada um. O chocolate preto é mais saudável, porque contém uma quantidade maior de cacau, mas também mais açúcar e menos gordura, enquanto o chocolate de leite contém menos açúcar e mais gordura.

O chocolate branco não apresenta nenhum benefício para a saúde, isto porque não leva cacau, apenas a manteiga de cacau. De outra forma não poderia ser branco.

Os benefícios do chocolate

  • O chocolate preto é rico em antioxidantes naturais chamados polifenóis, semelhantes aos que se encontram no chá, no vinho tinto, nas frutas e vegetais. Está comprovado que os antioxidantes naturais podem ajudar a retrasar o envelhecimento e ajuda na prevenção das doenças cardiovasculares. Quanto mais escuro e amargo for o chocolate, maior será a concentração destas substâncias benéficas
  • Além de ser rico em fibra, é também uma importante fonte de magnésio, ajudando o nosso organismo a lidar melhor com o stress. Embora contenha gordura, trata-se do ácido esteárico, a única gordura saturada que não tem influência no aumento do colesterol
  • No referente ao humor, a sensação de bem-estar que sentimos depois da ingestão de chocolate é “autêntica” e, deve-se ao facto de que contém substâncias que favorecem a produção de certos neurotransmissores, como a feniletilamina e a serotonina, responsáveis por essa agradável sensação de prazer e felicidade

Com tantas virtudes, o chocolate deve ser incluído dentro de uma dieta equilibrada, quando consumido com moderação, como é obvio. Pois, convém lembrar, que contém muita gordura e açúcar, fazendo aumentar o seu valor calórico.

Um pouco de historia 

Foi inventado pelos Mexicanos e depois introduzido na Europa pelos conquistadores espanhóis. Em Espanha, no século XVI, os religiosos Jesuítas criaram um chocolate mais refinado e agradável ao paladar. Desde Espanha, Ana de Áustria, introduziu na corte francesa o costume de comer chocolate. As damas da corte francesa foram as primeiras a deliciarem-se com o irresistível sabor dos bombons. A palavra “bombom” procede do francês (bonbon) e significa “bom bom”.

A partir de aqui, a popularidade do chocolate foi crescendo e chegou a todo o mundo. Mais tarde, durante o século XIX surgem outras variedades: em tablete, cacau em pó, com avelãs e foi também neste momento, na Suíça, quando se inventou o chocolate com leite.

Como comer chocolate sem engordar

É importante controlar a quantidade, 100 gramas de chocolate contém cerca de 500 calorias. Se pretende emagrecer, é razoável pensar que deve limitar a quantidade a um quadradinho, que fornece apenas 50 kcal. Ter em conta:

  • O melhor momento para comer chocolate é depois do almoço ou no lanche, nunca à noite porque pode provocar insonia em pessoas sensíveis; 100 g fornece 450 mg de teobromina, um estimulante natural similar à cafeína
  • A dose normal e recomendada deve ser de 20 gramas por dia, que fornece cerca de 100 a 140 calorias. Se excede esta quantidade pode levar ao aumento de peso
  • Reduzir a ingestão de outros alimentos calóricos, quando decida comer chocolate

Um pequena dose de dois quadradinhos de 10 gramas cada um, uma vez por dia, é um capricho que não deve renuncuar, desde que, esse quadradinho não se transforme na tablete inteira. Controlando a quantidade e a frequência, o chocolate não é um alimento proibido dentro de uma dieta saudável.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Faça um comentário