O sedentarismo

O sedentarismo é a falta ou a insuficiência de atividade física. A obesidade é em parte uma consequência do sedentarismo.

O sedentarismo em conjunto com o aumento da ingestão de alimentos está diretamente relacionado com o crescente nível de obesidade e de outras doenças que afetam muitas pessoas na sociedade atual.

O sedentarismo - A vida sedentária faz engordar.

O sedentarismo é um hábito que engorda

O desenvolvimento das sociedades modernas deu origem a formas de trabalho que praticamente não requer esforço físico. Atualmente, os trabalhos exigem estar sentados muitas horas na secretária à frente do computador. No tempo livre as horas dedicadas ao lazer também são sedentárias, passamos muitas horas à frente da televisão, na net, nas consolas, nos jogos de computador…

Além disso a comodidade alcançada pela sociedade moderna veio tornar a vida mais fácil, o trabalho manual passou a ser realizado por máquinas, os elevadores e as escadas rolantes impede-nos de subir e descer escadas, temos eletrodomésticos que fazem por nós as tarefas domésticas e os transportes substituíram as grandes e pequenas distâncias que percorríamos a pé. O esforço físico é cada vez menos necessário.

E, ao mesmo tempo que diminui o nosso dispêndio energético, aumentou a nossa ingestão calórica, contribuindo ainda mais para o excesso de peso. A tentação permanente de alimentos refinados, gordos e altamente calóricos é uma realidade à nossa volta. Por isso o sedentarismo, muito próprio do nosso estilo de vida atual, é um hábito que contribui para a obesidade.

Consequências da vida sedentária

O corpo humano não está feito para viver sem mexer-se. A falta de movimento atrofia os ossos, músculos e articulações o que contribui para o envelhecimento. Além disso o sedentarismo acarreta problemas associados com as doenças circulatórias, a hipertensão, as doenças cardiovasculares, o cancro, a obesidade, a diabetes. As pessoas sedentárias são mais propensas às doenças cardiovasculares.

A vida sedentária faz diminuir a nossa massa muscular, o que provoca um metabolismo mais lento e nos leva a engordar mais rapidamente mesmo continuando a comer a mesma quantidade de comida. Se aumentar a massa muscular, por meio do execício físico e uma dieta adequada, vai contrariar a tendência a ganhar peso.

Adaptar a dieta à vida sedentária

A quantidade de calorias ingeridas deve ser adequada à manutenção de um peso saudável, para tal a dieta exerce um papel muito importante. As pessoas sedentárias devem prestar muita atenção aos alimentos e controlar o que comem de modo a reduzir a sua ingestão calórica diária, já que gastam poucas calorias com as suas ocupações. Ou seja, a vida sedentária traduz-se num menor gasto energético, então neste caso, a ingestão de alimentos deveria ser reduzida.

Uma pessoa que leve uma vida sedentária e precisa emagrecer, deverá reduzir essencialmente as gorduras e os hidratos de carbono. Numa dieta de emagrecimento, a restrição alimentar deverá focar-se principalmente nestes dois grupos de alimentos, sobretudo nos hidratos de carbono.

Mas atenção, não é eliminar, é reduzir as quantidades, para evitar que se acumulem no corpo sob forma de gordura  Não podemos pensar que pelo fato de sermos sedentários, não precisamos de hidratos de carbono e gorduras. Os principais fornecedores de energia são os hidratos de carbono e as gorduras. E como tal são indispensáveis para desempenhar muitas funções do organismo.

Dicas para combater o sedentarismo

Não podemos evitar os trabalhos sedentários mas podemos tomar medidas contra o sedentarismo. Todos sabemos que o exercício físico, aliado a uma dieta equilibrada, é a melhor maneira não só para lutar contra a vida sedentária, mas para manter o controlo do peso.

Uma mudança do estilo de vida, com hábitos alimentares mais saudáveis acompanhados de uma atividade física regular como andar, correr, nadar, fazer ginástica, pedalar, será a única forma de combater o sedentarismo, evitando as suas consequências.

Para quem, não disponha de muito tempo, há pequenas atividades que pode incluir na sua rotina diária e aumentar, assim, o gasto calórico:

  • Suba e desça escadas em vez de usar o elevador
  • Desloque-se a pé para fazer as compras pouco de cada vez, em vez de ir de carro ao centro comercial.
  • Pedaleie numa bicicleta estática várias vezes por semana
  • Estacione o carro num local mais distante e faça o resto do recorrido a pé
  • Sempre que possa faça uso dos transportes públicos, saindo uma paragem antes

Caminhar é uma prática ao alcance de todos, sem nenhum custo económico, fazê-lo diariamente durante pelo menos 30 minutos, é uma prática saudável, aconselhada pelos médicos. Com a ajuda de um pedómetro, estabeleça uma meta para atingir os 10 mil passos diários recomendados. Se costuma ter uma vida sedentária, pode começar com menos passos e ir aumentando o número de passos gradualmente.

A vida sedentária é uma constante, sendo assim, contrarie esta tendência aumentando a sua atividade física e levando uma dieta controlada. Esta é a forma infalível para não engordar.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Faça um comentário