Dieta LOGI

Dieta LOGI Foram já muitas as pessoas em toda a Europa que puderam emagrecer com a Dieta Logi. Em realidade a dieta Logi não é uma dieta de emagrecimento rápido, mas sim um método nutricional, que para além de combater a obesidade e o excesso de peso visa também a prevenção de certas doenças como a síndrome metabólica e a diabetes tipo II.

A Dieta Logi, também conhecida como método Logi, foi criada há 10 anos pelo prestigioso médico alemão Nicolai Worm. Este médico nascido em 1951 e especializado em nutrição, é um dos mais conhecidos nos países de língua alemã. Depois de desenvolver estudos de ecotrofología em Munique e de se ter doutorado na Universidade de Giessen, enfocou toda a sua pesquisa no campo da alimentação e infarto do miocárdio.

“Logi” significa  Low Glycemic and Insulinemic  (níveis de açúcar e insulina no sangue baixos). O método Logi aposta numa alimentação variada baixa em hidratos de carbono e abundante em proteínas, gorduras saudáveis, legumes e fibra alimentar. Muitos dos seus estudos demonstraram que uma dieta baixa em hidratos de carbono, além da perda de peso que provoca, também melhora a tolerância à insulina, faz diminuir os níveis de gordura no sangue e reduz a pressão sanguínea.

Quem pode seguir a dieta LOGI?

O método LOGI é adequado para qualquer pessoa. É um método para toda a família. Mais do que uma dieta, é um tipo de alimentação saudável, adequado para todos, especialmente as pessoas com peso a mais, as que sofrem de diabetes tipo II, mas também as pessoas magras e até mesmo as crianças, pois contém todos os nutrientes necessários ao seu saudável crescimento e desenvolvimento.

Como é a alimentação do método LOGI?

O método LOGI oferece uma seleção bastante variada de alimentos: carnes, peixe, frutas, legumes, leguminosas e frutos secos. A sua maior diferença conrrespeito à piramide alimentar tradicional é que as massas, os pães, o arroz e os cereais não constituem a base principal da alimentação, mas que estes alimentos sejam ingeridos em pequenas quantidades e sempre na sua forma de produtos integrais.

Ao contrário da dieta Atkins, muito restritiva em hidratos de carbono, a dieta LOGI permite uma pequena quantidade de carboidratos designados por bons e maus de acordo com seu índice glicémico, ou a sua carga glicémica. Também, em contraste com a dieta Atkins, dá preferência às gorduras boas e mais saudáveis, ou seja as mono e polinsaturadas como o azeite e óleos vegetais.

Todo o enfoque da dieta LOGI não assenta na contagem das calorias, mas no equilíbrio entre os principais nutrientes: hidratos de carbono, proteínas e gordura. A distribuição energética faz-se desta maneira: cerca de 40-50% das calorias deve provir das gorduras e 20-30% das proteínas e hidratos de carbono respetivamente. O importante é saber escolher bem os hidratos de carbono. Com esta finalidade o método tem uma pirâmide, tornando mais fácil a escolha dos alimentos, é a LOGI-Pyramide.

Comer segundo a Pirâmide-LOGI

A pirâmide tem quatro andares, em todos eles estão representados todos os grupos alimentares. Os alimentos que estão na base da pirâmide, podem ser consumidos em abundância; mas à medida que se sobe de andar, devem ser consumidos com moderação. No topo da pirâmide, deve ser apenas em raras ocasiões.

Na base da pirâmide estão os alimentos mais consumidos, as verduras e frutas com pouco açúcar. A quantidade deve ser de 2 porções de frutas e três porções de vegetais por dia.

No segundo andar, estão as fontes de proteína. Estas incluem peixes, aves, carnes também vermelhas, ovos, leite e produtos lácteos. Alimentos ricos em proteínas devem ser consumidos em quantidades moderadas em cada refeição. Privilegiar as carnes com baixo teor de gordura e os produtos lácteos baixos em gorduras.

Na penúltimo nível estão os grãos integrais, como cereais, pão, arroz basmati, arroz integral, macarrão de trigo. Devem ser comidos apenas em quantidades muito pequenas. Lembre-se, quanto mais acima da pirâmide se encontre um alimento, mais deve reduzir o seu consumo e quantidade. Mesmo sendo integrais, são muito ricos em amidos (açúcares).

No topo da pirâmide ou o no último andar, estão os hidratos de carbono “maus”, com um alto índice glicémico, tais como doces, bebidas açucaradas e produtos de farinha branca, assim como as batatas. Estes alimentos devem ser comidos o menos possível, só muito ocasionalmente.

A dieta recomenda comer cinco vezes por dia: 3 refeições principais e dois lanches.

Emagrecer com o método LOGI

Neste método as calorias não se contam e não há planos de dieta rigorosos. O permitido é ingerir os alimentos em conformidade com a pirâmide LOGI. Contudo, a perda de peso é feita lentamente, há uma perda de 3 a 6 kg em 6 meses. O método LOGI incentiva um tipo de alimentação saudável e responsável para recuperar a saúde e perder os quilos a mais de forma lenta e consciente. Para aqueles que querem manter o peso ou perder peso durante um longo período de tempo, apresenta-se como uma boa opção.

Uma vez que a dieta LOGI é uma dieta baixa em carboidratos, o consumo de alimentos como pão, massas, arroz e batatas, deve ser severamente reduzido, limitando-se apenas a uma pequena quantidade a ser consumida e, de preferência na sua forma integral.

A par da alimentação, a Dieta LOGI aconselha o exercício físico. A regra básica do método LOGI é: qualquer atividade que faça mover o corpo é melhor do que nada. Como ideal, recomenda 45 a 60 minutos de desporto de intensidade moderada, pelo menos 30 minutos. Incentiva uma combinação de cardio e musculação. Pessoas inexperientes devem aumentar a intensidade lentamente.

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Faça um comentário